googleads

29 setembro 2016

Dica de estudos: Memorizar

magine a seguinte situação:
Dia da prova.
Você abre o caderno de questões e lê a primeira pergunta. Duas situações podem acontecer:
Situação 1: Você lembra de tudo sobre o assunto. Relaciona o que você sabe com o que a questão pede, e verifica, sem surpresa, que a resposta que você pensou está entre as alternativas.
Situação 2: Você não sabe a resposta. Você consegue se lembrar que estudou o assunto em algum momento no passado, mas não consegue recordar qual seria a resposta certa. Você pula a questão, sabendo que poderá lembrar mais tarde, mas agora sua confiança pra fazer essa prova está um pouco mais abalada...
Qual a diferença entre as duas situações?
É a memória.
A sua memória faz toda a diferença quando você tem muito conteúdo para estudar e precisa recuperar essas informações em um momento crítico (a prova).
Pense por um momento.
Quantas vezes você terminou de estudar um texto difícil de interpretar, e ficou com aquela insegurança de que não conseguiu captar tudo?
Quanto tempo e energia você economizaria se não tivesse que voltar o tempo todo nos livros para tentar lembrar das matérias que esqueceu?
Não seria ótimo ser como aquelas pessoas que sentam na primeira fila, não anotam nada e só tiram 10?
Terminar uma semana de estudos, fazer uma revisão e descansar com tranquilidade, sabendo que se lembrará de tudo?
Imagine como seria ter domínio do conteúdo que você estuda.
Imagine estar sentado na sala da prova, respondendo tudo sem qualquer dificuldade.
Isso é possível. O cérebro tem uma capacidade incrível de absorver conhecimento. Guardar informação não é problema para seu cérebro.
 A grande maioria do que as pessoas chamam de problemas de memória podem ser classificados em duas categorias:
Falta de concentração: o cérebro só guarda aquilo que nós prestamos atenção. Quantas vezes você estudou um conteúdo e quando terminou, percebeu que não lembrava de nada? Isso tem maiores chances de acontecer quando não estamos “no clima” para estudar, ou quando estamos distraídos com outra coisa. Essa relação entre memória e concentração não é coincidência.
Falta de técnica certa: nossa memória funciona de uma certa maneira, e quando nós entendemos isso, nos abre possibilidades imensas. Com algumas técnicas, é possível ter controle de sua memória e lembrar do que você quiser.

Nenhum comentário: